Curso Certo

Guia de Profissões Mecatrônica

Voltar   Imprimir

Sobre a profissão

É o ramo de estudos que lida com os processo de automação. O profissional em mecatrônica pesquisa e elabora projetos que envolvam as áreas de conhecimento da mecânica, da elétrica, da eletrônica e da informática.

Modernamente, quase todo tipo de indústria utiliza algum processo de automação, seja no movimento de suas esteiras, seja com máquinas de embalagem automática, seja no processo de montagem de peças. A robotização da produção é uma realidade graças aos estudos da mecatrônica.

Esse profissional é responsável tanto pela criação e construção do maquinário mecatrônica como pela manutenção dos sistemas automáticos de produção. Ele também elabora projetos para as indústrias que estão se constituindo, determinando qual o maquinário necessário para cada linha de produção específica.

A informática é uma forte aliada dos processos automatizados de produção, por isso o estudo de softwares de tecnologia aplicada é fundamental para o profissional mecatrônico. São os programas de computador que controlam o funcionamento das máquinas criadas por esses profissionais. Por isso o engenheiro mecatrônico também trabalha no projeto de sistemas de informação e bancos de dados envolvidos na programação de equipamentos automatizados.

Tipos de Curso

a) Nível Superior – Bacharelado: Duração média de 5 anos. O curso oferece um primeiro ano recheado de disciplinas exatas como matemática, física, química e informática. As disciplinas de engenharia mecânica, eletrônica e computação aparecem nos segundo e terceiro anos. Algumas das disciplinas oferecidas são termodinâmica, elementos de máquinas, eletrônica analógica e digital, sistemas de informação e estruturas de banco de dados. São ofertadas muitas horas de prática de laboratório, onde o aluno desenvolve projetos de máquinas eletronicamente controladas. Podem oferecer habilitações em engenharia mecânica ou elétrica ou ter os nomes de Automação e Controle, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Industrial de Controle e Automação, Engenharia de Automação Industrial e outros, ou ainda ser uma habilitação da Engenharia Mecânica. O estágio é obrigatório.

b) Nível Superior – Tecnológico (Automação e Controle): Duração média de 3 anos. O curso tecnológico correlato à área é o de Automação e Controle e o de Eletrônica. As disciplinas básicas são matemática, física e informática aplicada. Alguns cursos têm vocação específica para a mecânica, enquanto outros preparam o aluno para o trabalho com a informatização de sistemas de produção. O curso de eletrônica também pode ser uma opção para os interessados na área.

c) Nível Superior – Tecnólogo (Eletrônica): Duração média de 4 anos. O currículo básico compreende disciplinas comuns a eletrotécnica como física, estatística e matemática. As disciplinas específicas são eletrônica digital, informática, metrologia, microporcessadores, automação de processos industriais, telecomunicação fixa e móvel e sistemas de telefonia e computadores. Outros cursos tecnológicos na área que podem interessar são Automação e Controle e Telecomunicações. O estágio é obrigatório, assim como a apresentação de trabalho de conclusão do curso (TCC).

d) Nível Médio – Curso Técnico: Duração média de 2 anos. O curso técnico de mecatrônica oferece disciplinas como desenho técnico, metrologia, eletrônica geral, linguagem de programação, pneumática, processos de usinagem, eletrônica, hidráulica, tecnologia de materiais e máquinas, microprocessadores, comandos numéricos computadorizados, robótica e sistemas de qualidade. Em geral o estágio é obrigatório e o aluno precisa apresentar um projeto como conclusão de curso.

e) Cursos Livres: Existem cursos de formação continuada que complementam os conhecimentos do profissional, podem ser na área de administração, mecânica, automação, qualidade e informática. Em geral requerem algum conhecimento na área como pré-requisito.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho do profissional em mecatrônica ou automação e controle acompanha o mercado industrial. Em épocas de finanças positivas a indústria cresce e contrata mais profissionais, quando existe crise, o setor sente maiores dificuldades para se desenvolver.

No entanto, como praticamente todas as indústrias modernas trabalham com algum tipo de automação, existe uma certa estabilidade no mercado de empregos, nem que seja na manutenção do maquinário já em uso.

O mercado de pesquisadores também é muito promissor, Institutos de fomento à pesquisa costumam patrocinar projetos de iniciação científica e de desenvolvimento de novos produtos.

Outro setor que tem crescido muito é o de desenvolvimento de equipamentos médico-hospitalares com sistemas automatizados. Os modernos equipamentos capazes de realizar cirurgias sob o comando à distância dos médicos é um bom exemplo da aplicação dos conhecimentos mecatrônicos no desenvolvimento da saúde.

Ofertas de Emprego

As regiões Sul e Sudeste, por concentrarem o maior número de industrias, são ainda os maiores empregadores, no entanto pólos industriais no Norte e Nordeste também rquisitam os trabalhos desse profissional.

O engenheiro mecatrônico costuma ocupar cargos na criação de projetos. Ele está habilitado para elaborar sistemas automatizados. Já tecnólogos e técnicos costumam trabalhar na manutenção e na supervisão do maquinário industrial.

A carreira acadêmica também é uma alternativa para quem quer investir na pesquisa de novos processadores e sistemas, assim como o magistério, nas faculdades e cursos técnicos, pode representar uma boa promessa de emprego para quem diploma de pós-graduação.

Faixa Salarial

Depende da formação do profissional, engenheiros mecatrônicos têm um salário médio inicial em torno de R$ 2500,00, tecnólogos e técnicos têm rendimentos iniciais menores.

De acordo com a pesquisa de salários do instituto DATAFOLHA, em 2006, os profissionais com graduação técnica, contratados na região metropolitana de São Paulo como especialistas em eletrônica, tiveram um rendimento mínimo mensal de R$ 1520,00. O máximo encontrado foi de R$ 2800,00, ficando na média de R$ 1820,00.

Testemunhal do Aluno

"A verdade é que a faculdade que você faz só te ajuda até certo ponto, ninguém vai simplesmente te contratar porque você se graduou em tal faculdade, as pessoas se esquecem que cada empresa procura um perfil e há séries de analises e entrevistas antes do emprego ou estágio, portanto se você se formar em uma boa e for um idiota pode esquecer... eu faço unicamp."

Lordelo, aluno do curso - Comunidade "Engenharia Mecatrônica" – Orkut.


Voltar   Imprimir

Copyright Guia Nacional de Cursos - todos os direitos reservados - 2007

by vm2